Crítica de Moda

A crítica de moda serve de auxílio para os consumidores, analisando o desempenho da coleção. Para essa crítica ser relevante, ela não pode ser superficial com reprodução de adjetivos prontos que apenas descrevem a coleção. A crítica não pode estar fundamentada em “achismos” ou gosto particular, precisa ter propriedade do que se fala e ser imparcial, desconsiderando vantagens ou promoções.
Para avaliar e julgar a coleção, é necessário ter um olhar que vá além do objeto analisado, fazendo relação do conceito da coleção aos materiais escolhidos, o processo de criação, técnicas utilizadas e tudo o que envolve o resultado final levando em consideração o contexto inserido e a história. Sem pretensão de ajudar as vendas ou afundar a marca, a crítica precisa ser clara ao leitor, mostrando as razões que fazem do resultado da coleção positivo ou negativo.

Talvez, pelo boom dos blogs de moda, a crítica de moda tenha virado algo comum e chato. Os consumidores começaram a considerar mais a "dica de amiga" do que a propaganda da revista, então os famosos jabás vieram a tona e hoje as parcerias e publipost divulgam o produto sem uma avaliação fiel e válida. Acredito que cada veículo de comunicação exerce o seu papel, não é necessariamente errado publipost (quando sinalizados), o problema é descartar uma reflexão mais profunda do produto visando apenas alcance e lucros. Não ter uma crítica de moda faz da moda fútil, fácil e banal (coisa que ela definitivamente não é).

A crítica de moda faz com que a moda amadureça e avance. Assim como nas artes, na música e na literatura, por exemplo, seremos capazes de discernir o que seria bom para se vestir sem a sensação de que tudo o que está na vitrine é bom. E realmente, nem tudo o que está para ser vendido, vale a pena ser comprado, seja pelo conceito, pela escolha de tecidos, estampas, modelagem, preço... A crítica ajuda a moda crescer, a buscar novos caminhos, ser mais ousada, explorar novas técnicas e estéticas, fazendo com que ela ganhe qualidade. Como Lars Svendsen parafraseou Sócrates em uma entrevista “A vida sem reflexão não merece ser vivida. Uma roupa sem reflexão não merece ser vestida”.
*Todos os textos publicados neste blog são de minha autoria*

Tecnologia do Blogger.