Sobre olhar pra trás

Constantemente eu me pego pensando nas coisas que fiz e que deixei de fazer. Isso acontece com vocês também?

Ultimamente tenho me machucado muito pensando sobre decisões que tomei e hoje, com um outro olhar (mais amadurecida) eu me arrependo. Um questionamento de "se eu não tivesse desistido, será que eu já tinha conquistado o que eu queria?". As vezes acho uma covardia eu ressuscitar uma decisão tomada com 18 anos. Imatura, perdida e confusa.



Sempre quis cursar Letras ou Moda. E assim que saí do ensino médio, entrei em um curso técnico têxtil no SENAI/CETIQT (a faculdade queridinha de moda do Rio de Janeiro). Eu estava vivendo um sonho. Foi mais ou menos nessa época que eu comecei a cruzar as cidades sozinhas. Eu acordava cedíssimo pra pegar o trem. Eu ia muito feliz! Até que eu consegui um alojamento na faculdade. Morei em um quarto com mais três meninas de outro estado por três meses. Eu chegava na segunda bem cedinho com a mala da semana e só voltava pra casa na sexta. Foi um alívio aquele alojamento porque a carga horária do curso era pesada, de 8h às 17:30h. Pra quem é do Rio sabe o caos que é pegar trem esse horário. 

Até que fui "convidada a me retirar do alojamento". Não lembro os motivos. Mas aquilo foi um balde de água gelada. Até que tudo bem, estava no final do semestre. Férias. Na volta, muita coisa mudou. Eu estava com a notícia de ter passado na faculdade pública (no campus pertinho de casa). Eu fiquei muito confusa! Me acomodei... ou melhor, fiquei doente. Andar de trem tava virando um pesadelo pra mim. Até o ponto de que andar sozinha era uma dificuldade enorme. Eu estava com medo. E então, desisti do curso (que já estava no final) e decidi ir pra faculdade.

Enfim, muita coisa rolou nesse caminho. Até que me percebi doente. Com fobia. Me tratei. Percebi que eu abri mão muito fácil de um sonho. Mas já era tarde pra voltar atrás. Já tinha se passado dois anos, o curso nem existia mais. Eu estava indo pro quarto período de Letras. Desisti de novo (desse eu não me arrependo, eu estava bem certa)!

E hoje, cursando Moda, com MUITA dificuldade pra entrar no mercado, fico me perguntando se eu não tivesse desistido do curso, se eu já estaria inserida no mercado. 

É muito louco porque eu me sinto atrasada, me sinto pra trás. Me formo esse ano e não fiz estágio em uma empresa específica de moda. Me sinto sufocada e perdendo meu tempo. Sinto como se nesse tempo de 2012 até hoje, fosse um tempo perdido. E se eu tivesse escolhido outro curso? Direito? Marketing? 

Enfim,

Que pressão chata essa de ter que ser bem sucedida antes dos 25. Eu respiro fundo e penso: "tudo tem seu tempo", "vai dar tudo certo". Temos que ser otimistas e ter fé que uma hora vai.

E evitar pensamentos que nos tentam sabotar. Eu só tinha 18 anos. Confusa e precisando de ajuda. Não posso culpar o eu de 5 anos atrás, porque esses porquês, infelizmente, não tem repostas. A vida segue seu fluxo. As vezes eu acho que meu problema é criar expectativas demais, sonhar demais. Mas eu percebi que é isso que me move. A minha esperança de alcançar e ver meus sonhos reais, em planejamentos concretos. A gente sempre colhe aquilo que planta.


Tecnologia do Blogger.